Galeria

Abaixo-assinado NÃO À REESTRUTURAÇÃO DAS ESCOLAS DA REDE MUNICIPAL OU PERDA DO DIREITO DE LOTAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DAS ESCOLAS

Clique aqui e assine o abaixo-assinado contrário à reestruturação das escolas e contra a perda do direito de lotação dos profissionais de educação

Leia aqui as contribuições de pessoas que assinaram nossa petição pública contrária à reestruturação das escolas:

Sérgio Perdigão Não é de se estranhar que o governo municipal do Rio apresente proposta tão similar ao estadual. Trata-se do mesmo governo, com os mesmos princípios autoritários e para quem a educação não passa de um negócio, onde o lucro é o objetivo maior, onde profissionais e população não passam de uma variável na equação da privatização capitalista das verbas públicas.
Elizabeth Janoti Concordo plenamente a educação precisa dizer não as arbitrariedades cometidas pelo executivo que nos olha como meros operadores fordistas e com falta de respeito total pela história construída entre comunidade escolar e os profissionais da educação daquela escola ademais os transtornos na vida de todos que entendem educação com seriedade e não como empresa produtividade a todo custo mesmo que este procedimento equivocado signifique prejuízo deve-se observar o periculum in mora neste caso e até mesmo se for o caso uma ADIN pelo ato arbitrário desta gestão
Igor Lisboa A educação da cidade precisa de investimento e um plano de cargos e carreira urgente. Aumento real é de grande necessidade para a categoria. Dinheiro público deve, sobretudo, ser aplicado sobre os profissionais públicos. Somente com funcionários valorizados podemos ter chance de um futuro de mais educação para as nossas crianças. É necessário verificar que o perfil do aluno mudou. Até escrever tem sido feito de “click” em “click” e, de alguma, isso deve ser absorvido para que possa estimular a imaginação de nossos jovens para interesses da sociadade. Os virus cibernéticos de mais difíceis remoções normalmente estão em sites atrativo aos olhos de nossas crianças. E sendo assim, compromete a integridade de valores e impede que se deturpe uma mente ainda jovem. A banalização da internet no meio juvenil é um assunto a ser discutido por educadores altamente gabaritados, visto a interativade e os recursos multisentivos (cores, sons e mensagens subliminares) que a rede proporciona. Temos que ficar em alerta!
Patrícia Marques Magalhaes Realmente é não pensar nas condições que muitas famílias levam hoje,os maiores sempre cuida dos menores para os pais trabalharem.
Sueli Santos Gomes Leal Tenho 28 anos de magistério ( P.I ) e estou lotada na E. M. Rosa do Povo há 15 anos e agora sou obrigada a sair da escola, que se tornará em 2013 primário carioca sem sequer terem tido a decência de nos consultar e nem a comunidade. Sei que não fiz concurso para esta escola e sim para prefeitura, porém fiz um concurso de remoção há 15 anos onde optei por esta escola e agora não tenho meu direito de escolha respeitado e nem sequer sei onde darei aula em 2013, a única satisfação que nos deram é que escolheremos escola no dia 12/10. Eu não entrei no magistério agora!, Já escolhi escola há 15 anos atrás! Para onde for, e só Deus sabe a onde serei a última e meu tempo de serviço não será respeitado uma vez que os prof. de 40 horas que tomaram posse agora já escolheram escola. O que sobra para nós? Desrespeito, desonestidade, AUTORITARISMO
Rosane Abrantes da Silva Gonçalves Desrespeito com o professor que obteve melhor colocação no concurso, prioridade de escolha para, agora, sair da escola q ficou lotado!
Omar Costa Tbm sou contra. O ensino básico deveria ser é federal , saindo das manipulaçoes dos prefeitos e governadores que só lembram da educação em campanhas eleitorais.
Clenice dos Santos Costa Não quero ser obrigada a mudar de unidade escolar .
Bianca Geraldine Duarte Gonçalves É um absurdo o que estão fazendo com os profissionais de educação, que trabalham por muito tempo em uma escola e se vêem com essas mudanças na obrigação de irem para outra escola. Enfatizo: Absurdo!!!
FátimaTtravessa Pires É a volta dos ciclos de ensino,com direito à avaliações com aprovação e reprovação de três em três anos, não dando tempo de identificação com a escola por parte dos alunos.
Guilherme Lopes de Moraes Esse tipo de “reestruturação” é insignificante. O que precisa ser feito é reestruturar a qualidade de ensino.
Lourdes Magalhães de Souza profª não é babá.Escola não é hotel.Enquanto as mães vão a praia curtir um bronze,os filhos ficam no dpósito? Que esses politicos vagabundos deixem de fazer reverência com chapéu alheio!
Fabricio Magno da Silva É uma vergonha a situação em que se encontra o Brasil. Temos o método de eleição mais avançado que existe e uma política arcáica e capenga.
Raul Japiassu Câmara Autoritarismo da Prefeitura.
Gisele de Souza Pinto Absurdo o que este Prefeito faz com tudo o que a educação pública conquistou até hoje. É um retrocesso absurdo!
Cynthia Barcellos Maia É um desrespeito o que estão fazendo com os professores e com as famílias dos alunos através destas mudanças.
Beatriz Machado da Costa Essa proposta é inaceitável e irresponsável, pois prejudica desde os profissionais até os pais dos alunos
Sergio Ramos Basta de ataques só a luta leva a vitória!
Dayse Oliveira Gomes Contra a privatização!
Patricia Pires Santana Essa decisão é vergonhosa!!
regina maria santana ferreira Essa reestruturação é no mínimo absurda.
Rita Luiz Espineira Acredito ser uma arbitrariedade da SME ,dispor de uma remoção sem que a desejemos ,se um discussão séria sobre as novas medidas .
Nair Gomes M. Rey o direito do servidor tem de ser preservado.
Danilo de Oliveira Firmino É um absurdo a tentativa constante dos governos Paes e Cabral em privatizar a educação, retirando o Direito Universal à educação dos trabalhadores, e ainda Cabral e Paes atacam os direitos trabalhistas dos servidores!!! Repúdio total a Paes e Cabral.
Sueli Amaral Vasconcellos É uma total falta de respeito com professores, alunos e responsáveis!!!
EDMILSON FERNANDES JUNIOR Mais uma atitude da SME sem consultar a opinião de quem diretamente convive com o aluno. SME convive com números.
André Tenreiro Jesus da Silva Todos devem se mobilizar contra essa ideia absurda da SME do Rio de Janeiro.
Elizabeth Santos Respeito aos pais, alunos e professores da rede municipal. Nenhum dos grupos citados foi consultado sobre essa mudança. Estamos numa democracia. Ou não?
Claudia Moema Guedes Bastos Audiencia Publica deve ser feita para que a população, real interessada, possa apresentar soluções para os problemas que acontecerão!
ANDRÉIA SANT’ANA DE OLIVEIRA CONCORDO COM TODAS AS COLOCAÇÕES CITADAS, POIS TAIS MUDANÇAS AFETARÃO DE MANEIRA LAMENTÁVEL TODA A COMUNIDADE ESCOLAR.
Claudia Quitete Borges Sou professora e acho essa medida um desrespeito aos que precisam trabalhar perto de casa e conquistaram esse direito após anos trabalhando em locais distantes ficando horas em várias conduções.
Marcia Eliza De Almeida Oliviero O Prefeito e a Secretaria estão lidando só com números e é nisso que estão transformando nossos alunos, Sem o mínimo de respeito pelos profissionais da educação.
Jane Carla de Oliveira É um absurdo o modo como esta secretaria trata seus professores.
JULIO CESAR DE QUEIROGA  Como fica o educador? É um abuso a nossa dignidade! Não vamos sobreviver com isso. Alguém olhe por nós.
Márcia Cristina P.R.Luquine  Infelizmente estamos nos tornando meros CUMPRIDORES DE ORDENS…   Merecemos RESPEITO! Abaixo ao autoritarismo!!!!
ROMERO FERNANDES DE SOUZA  QUERES ARRASAR COM Á EDUCAÇÃO??? … NA MÃO DOS TEÓRICOS  (FORA DE SALA? FORA… NENHUMA “PIRUADA”)
Dora Rufino da Silva  Concordo porque é um direito adquirido no momento da posse.
Alexandre de Moraes Sant’ Ana O que esta gestão está fazendo com a educação do município do Rio de Janeiro não tem cabimento. Estamos como se houvesse um rolo compressor passando por cima de nós e ninguém vê isso! O que vemos é uma falsa democracia!
Luiz Carlos de Abreuy Não podemos aceitar mais este ataque ao ensino público.
Maria José da Silva Depois da entrada das Os, da padronização de material didático e provas, da perda da autonomia do professor, agora o professor está sendo obrigado a deixar a escola onde trabalha mesmo que não aceite isso. Perdemos até mesmo o direito de escolher onde queremos trabalhar. Não à reestruturação!!
Marlene Batista do Carmo Estou lotada no ciep há 22 anos e sinto que terei que sair da UE p/ dar lugar aos professores de 40 hs,pois sou prof II 22hs e 30m…não acho justo ter que sair,já que sou comprometida com a escola.Como ficarei?se não for continuar no ciep.Isso é justo?
ROGERIO CESAR ORNELLAS CARDOSO Não somos gado para ficar indo de um lado para outro. Quando escolhemos uma escola para lotação pensamos na localização e na facilidade de acesso que teremos, nos dias de disponibilidade uma vez que somos professores no Brasil e temos outras escolas como fonte de trabalho e renda. Somos 16h e não somos exclusivos. Cadê nossos direitos de local, turno e dias disponibilizados a anos. Como fica a vida em outra instituição de ensino, onde trabalhamos a varios anos?
shirley dos santos ortiz não à restruturação!
Melissa Loureiro Xavier Soares Essa secretária é uma pessoa sem noção. Estamos na era da ditadura educacional
Marcia Maria Giampietro estou sendo despejada da minha origem
Wagner Sant´Anna Figueiredo Vergonha assim, só no Brasil!
Márcia Cristina P.R.Luquine Infelizmente estamos nos tornando meros CUMPRIDORES DE ORDENS… Merecemos RESPEITO! Abaixo ao autoritarismo!!!!!
JULIO CESAR DE QUEIROGA Como fica o educador? É um abuso a nossa dignidade! Não vamos sobreviver com isso. Alguém olhe por nós.
Marilúcia Galvão Ferreira da Silva Até que enfim vamos nos mobilizar contra os desmandos da prefeitura do Rio! Chega de SAPO!
Glória Maria de Alcantara CaLvente Além de tudo que já foi comentado, os planos da SME não levam em conta as profundas e seríssimas questões sociais que se refletem no desenvolvimento cognitivo dos nossos alunos. É muito mais simples assumir que todas as questões relacionadas aos processos educacionais passam por fantásticas metodologias e mirabolantes capacitações dos professores. Esse é o toque “cínico e perverso” da atual política educacional carioca, incensada até pelo governo federal. Ainda que compreendamos que a cegueira é muito mais cômoda, só nós , professores da rede municipal, temos condições de avaliar a gravidade da situação social, refletida nas dinâmicas e condições daquelas crianças. Ninguém tem a menor noção do que nós vivemos nas salas de aula, não é verdade?
Zélio Thomé de Castro Isto está sendo feito totalmente ao arrepio da Lei!!!
Ariana Roberta Beltrão da Silva É uma vergonha o que este governo está fazendo com a Educação da nossa cidade. Está desmotivando milhares de professores e desestruturará a vida de milhares de famílias a troco de progresso nenhum.
Dora Rufino da Silva Concordo porque é um direito adquirido no momento da posse.
ROMERO FERNANDES DE SOUZA QUERES ARRASAR COM Á EDUCAÇÃO??? … NA MÃO DOS TEÓRICOS (FORA DE SALA? FORA… NENHUMA “PIRUADA”)

SILVENIR MARIA DE MELO Esta reestruturação fere o princípio constitucional do Direito Adquirido, coisa que, aliás, esta Prefeitura não se cansa de fazer, principalmente o direito dos alunos a uma educação de qualidade, sem máscaras ou meias verdades.

Cátia Raquel de Oliveira Bizarro Toda gestão democrática necessita implementar o diálogo!

CRISTIANE FERREIRA DIÁLOGO já com os representantes da nossa categoria e com o nosso sindicato!!!

Leandro de Jesus Mathias Uma reestruturação dos paradigmas educacionais na cidade do Rio de Janeiro não se pode dar alheia à participação de toda a comunidade escolar. Não ao autoritarismo de Eduardo Paes!

Jacqueline Maria de Melo Qualquer decisão que envolva mais de um grupo, deverá sempre ser debatida pelos grupos envolvidos. Esse fato está não só mexendo com os professores, mas com toda comunidade escolar.

MONICA DA SILVA NASCIMENTO É UM ABSURDO ISSO AS PROFESSORAS DA ESCOLA DO MEUS FILHOS SÃO ÓTIMAS, NÃO SEI PRA QUE ESSA MUDANÇA!

Luiz Carlos de Abreuy Não podemos aceitar mais este ataque ao ensino público.

Alexandre de Moraes Sant’ Ana O que esta gestão está fazendo com a educação do município do Rio de Janeiro não tem cabimento. Estamos como se houvesse um rolo compressor passando por cima de nós e ninguém vê isso! O que vemos é uma falsa democracia!

Marlene Batista do Carmo Estou lotada no ciep há 22 anos e sinto que terei que sair da UE p/ dar lugar aos professores de 40 hs,pois sou prof II 22hs e 30m…não acho justo ter que sair,já que sou comprometida com a escola.Como ficarei?se não for continuar no ciep.Isso é justo?

Maria José da Silva Depois da entrada das Os, da padronização de material didático e provas, da perda da autonomia do professor, agora o professor está sendo obrigado a deixar a escola onde trabalha mesmo que não aceite isso. Perdemos até mesmo o direito de escolher onde queremos trabalhar. Não à reestruturação!!

ROGERIO CESAR ORNELLAS CARDOSO Não somos gado para ficar indo de um lado para outro. Quando escolhemos uma escola para lotação pensamos na localização e na facilidade de acesso que teremos, nos dias de disponibilidade uma vez que somos professores no Brasil e temos outras escolas como fonte de trabalho e renda. Somos 16h e não somos exclusivos. Cadê nossos direitos de local, turno e dias disponibilizados a anos. Como fica a vida em outra instituição de ensino, onde trabalhamos a varios anos?

Maria Beatriz Cabral Coutinho Absurdo!!! Fechar escolas é crime!! Não há justificativa para isso!

Continuem divulgando

Anúncios

Um comentário em “Abaixo-assinado NÃO À REESTRUTURAÇÃO DAS ESCOLAS DA REDE MUNICIPAL OU PERDA DO DIREITO DE LOTAÇÃO DOS PROFISSIONAIS DAS ESCOLAS

  1. Sou professora do CIEP, trabalhando a muitos anos com alunos problemas, sem familia, há mais de 27 anos no Municipio e agora sou jogada para uma escola longe da minha casa. Fiz um concurso de remoção, fui uma das primeiras colocadas, para escolha de escola da sexta CRE, onde trabalho satisfeita, conhecendo a comunidade e agora para onde eu vou? Vocês acham que os professores novos aguentariam trabalhar em um CIEP, pois quem esta segurando a rebordosa, são os professores da antiga (cascudos). Tenho comprometimento com a educação e agora, o que vocês fazem com os professores? Bolinha de ping pong? Descordo completamente desta politica safada e autoritária. Será está irado porque não recebeu votos dos professores? Está querendo descontar, sua irá nos pobres professores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s