Diário da Escola

Com 13 anos de idade, a menina Isadora Faber de uma escola pública em Florianópolis, conseguiu denunciar os problemas de  sua escola e consequentemente, das escolas públicas em geral. Tanto assim que a prefeita de Florianópolis assumiu  pra si a responsabilidade pelos problemas e promete resolvê-los.

A situação das escolas não é diferente aqui no Rio de Janeiro.

É preciso ter claro que qualquer denúncia sobre os problemas da educação, não são denúncias contra profissionais ou diretores de nossas escolas, uma vez que os responsáveis pelos descalabros do ensino público são aqueles que desviam as verbas da educação e não as aplicam para a melhoria da escola pública.

Este espaço está  reservado para você profissional da escola pública!

Se você quer fazer a diferença, na luta por uma escola pública de qualidade e acha que nós não somos os responsaveis pelo caos e o fracasso escolar,  denuncie aqui.

Envie-nos, denúncias, fotos, vídeos mostrando os problemas por que passa a escola pública.

 (Se preferir, garantiremos o anonimato)

Anúncios

6 comentários em “Diário da Escola

  1. Após a tragédia ocorrida na cidade de Santa Maria, RS, começou a corrida para fiscalização da segurança em casas de espetáculos, ( teatros, lonas culturais,danceterias etc) em todo Brasil justo e correto. Mas a pergunta que não quer calar: e as escolas do município do Rio de Janeiro? Prédios antigos, parecem caixotes, duas entradas no refeitório, até aí tudo bem, aí começam os problemas, uma única escada, que leva a todos os pavimentos, sem saídas de emergência em seus corredores, salas de aula dotadas de imensos basculantes, protegidos por uma grade no exterior, em caso de incêndios uma grande armadilha, pôs não existe maneira de evacuar alunos e professores e eu pergunto? Estão esperando o que? Contar os corpos, procurar culpados após a desgraça anunciada?

    • Ana, é um grande prazer saber que reforçamos a luta de vocês! Use nosso material como precisar.
      Direção da Regional 7 do Sindicato Estadual dos Profissionais de Educação.

  2. tenho uma dúvida, pessoal do SEPE.
    Sou professor 40 horas e desde outubro estou aguardando dando aulas de reforço em uma escola de horário integral do município aqui na Ilha. Porém, acabo de saber que não haverá vaga para mim devido a uma professora que retorna de licença e a outra professora que está cedida para outra unidade e pode querer voltar… eu não teria prioridade por ser de 40h neste tipo de escola? Ao menos os tempos da professora cedida não deveriam ser passados para mim?
    Obrigado pela ajuda e um abraço.

    • Na cessão não há garantia de lotação. A sua lotação é prioridade em relação à cessão. Já a professora que retorna de licença e que, ao que parece, é mais antiga na escola do que você tem o direito à lotação.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s