Petição Pública! Concurso Público para todas as funções na escola pública! Respeito a lotação dos profissionais de escolas! Fim de terceirização!

charge terceirização

Somos contra a extinção dos educadores! Concurso Público para todas as funções na escola pública!

Os governos do Estado e a prefeitura do Rio querem acabar com os trabalhadores administrativos como função pública e terceirizá-los. Exigimos a imediata abertura de concurso para todos as funções de nossas escolas públicas e o fim das terceirizações. Pela permanência dos profissionais nas escolas onde são lotados! Nossos profissionais precisam criar vínculo com a comunidade onde atuam! Assine a petição pública

 Projeto de lei do governo estadual propõe substituir cargos de merendeiras e serventes por terceirizados

Desmantelamento da escola

No corredor um profissional varria o chão. Sua relação com aluno? Muito próxima…

– E aí seu Francisco?

– Como vai Felipe? E sua mãe, já está melhor?

– Carlinhos, larga o menino, você vai machucá-lo! Dizia o servente ao mesmo tempo que varria o chão do corredor.

Na cozinha Marina servia a merenda:

– Está gostosa sim! E, além disso, tem que comer de tudo para ficar forte. Júlio, vou conversar com tua mãe que você não tem comido nada na escola!

– Cláudinha, tenho visto você muito agitada, já falei com teu pai sobre isso!

Estas eram cenas comuns em nossas escolas.

Nossos educadores: servente, merendeiros, inspetores(agentes educadores), porteiros são parte de uma equipe escolar.

Em sua maioria, são profissionais que conhecem os alunos e muitas vezes seus familiares. Apesar de não ser tarefa deles (servente, merendeiras, porteiros) a inspeção ou a orientação de alunos, sua relação próxima leva, naturalmente, a um grau maior de compromisso  e responsabilidade com as crianças e adolescentes das escolas. A proximidade com a comunidade e a permanência de muitos anos na mesma escola, traz para nossas unidades o conhecimento do histórico de nossos alunos, que muitas vezes nem o professor consegue. A integração entre escola e comunidade, é muito mais efetiva com a participação desses profissionais.

A presença destes educadores em Conselhos de Classe tornou-se necessária pela compreensão de que eles poderiam ajudar muito na avaliação e no conhecimento dos problemas vivenciados por nossos alunos. Em dado momento essa participação se tornou obrigatória. Éramos uma equipe escolar, sem nenhuma dúvida de que todo profissional dentro do espaço escolar era um educador.

A terceirização e o desmantelamento das equipes escolares

A ideia absurda da privatização da escola pública e a ganância dos governos e empresários em “meter a mão nas verbas públicas” trouxeram para nossa realidade a terceirização . Em dado momento, a quantidade de profissionais das escolas já não era suficiente para o trabalho em condições minimamente sustentáveis. E os governos faziam questão de não abrirem concurso para as funções e sobrecarregavam ano a ano os poucos que restavam. E veio a readaptação. Doentes, muitos tiveram de se afastar das funções, ocupando lugares na secretaria e obrigados a ficarem desviados de função. Foram readaptados. Ou seja, o governo destruiu sua saúde e o impediu de continuar o exercício de sua função. O servente, extinto no governo de Cesar Maia, foi substituído pela COMLURB. As empresas terceirizadas remanejam todo o tempo seus profissionais, que sequer conseguem criar vínculo em uma comunidade escolar.
Depois, as merendeiras, no governo Paes, foram substituídas pelas APAs, Agente de Preparo de Alimentos, também contratadas pela COMLURB. E agora estão retirando o que restou de merendeiras concursadas para colocar outra terceirzada no lugar.
O caminho da rede estadual é o mesmo e agora o Governador exterminador enviou à Assembleia Legislativa (Alerj) o projeto de Lei (PL2055/13) que pretende acabar com os cargos administrativos na rede estadual de ensino. Entre eles estão os de merendeiras, porteiros, serventes e vigias da Secretaria Estadual de Educação.
Para os governos privatistas é fundamental o desmantelamento das equipes escolares. Provar que a escola e seus profissionais são incompetentes está na ordem do dia de cada um destes governos.

Assine a petição pública

 

 

 

Anúncios

Um comentário em “Petição Pública! Concurso Público para todas as funções na escola pública! Respeito a lotação dos profissionais de escolas! Fim de terceirização!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s