MUDANÇAS PARA O ANO LETIVO DE 2013

Atualmente, surgem nas escolas de nossa região informações de que no próximo ano letivo, 2013, haverá modificações na forma de funcionamento das nossas escolas, que passarão a ter a seguinte nomenclatura: Casas de Alfabetização, Primário Carioca e Ginásio Experimental Carioca. Tal modificação, certamente, acarretará discussões e inquietações em nossas escolas. Afinal de contas como fica nossa lotação, já que por concurso, seja em primeira ocupação, seja por remoção, escolhemos determinada unidade escolar para realizarmos nosso ofício? Como se dará o trabalho nessas escolas “experimentais”? O professor será regente em sua disciplina de concurso? Ou terá de atuar como professor polivalente, ministrando aulas de disciplinas que não são de sua formação acadêmica, nem de seu ingresso na rede? Haverá turno único?

A Secretária de Educação afirmou em reunião, no dia 30/08/2012, com o Conselho de Professores que tais decisões para as mudanças em nossas escolas deverão ser tomadas em conjunto com o CEC e a Comunidade Escolar e não apenas decisão das Direções. Será mesmo? As direções poderão recusar essas mudanças? Embora conforme afirmação da própria secretária a decisão pode ser nossa, portanto podemos não querer essa mudança!

A Senhora Secretária ainda afirmou que o interesse para implantação de turno único será primeiro nas Escolas dos alunos menores (EDIs e Casa de Alfabetização), que em 2012 estão em 2 turnos e em 2013 deverá funcionar em apenas um único turno. Com relação às turmas de 6º ano experimental, segundo Costin, a direção junto com o CEC poderá optar por serem regidas por PII ou PI, mas se a opção for por PII, a lei terá de ser alterada. Fato também passível de questionamentos, pois turmas de 6º ano, segundo a LDB, são do 2º segmento do Ensino Fundamental, antiga 5ª série, devendo nesse caso, obrigatoriamente, ser regida por docente especializado, ou seja, graduado em nível superior, em sua disciplina de atuação.

Portanto, precisamos, antes de tudo, fazer uma boa reflexão acerca destas mudanças e junto com a Comunidade Escolar, o CEC e as nossas direções concordarmos ou não com as mesmas. Precisamos de sempre de todo mundo e juntos somos fortes. Não podemos nos esquecer, também, de que no processo educacional nessa rede, os protagonistas somos nós, que estamos no dia-a-dia  das escolas.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s