Mesmo em período eleitoral prefeitura reduz verbas das escolas

O que o sindicato tem denunciado há muitos anos, vem à tona justo no período de eleições municipais. Eduardo Paes, ano a ano  substitui o investimento direto nas escolas pelo desvio de verba para a iniciativa privada. Desta vez foi o SDP (sistema descentralizado de pagamento).

A partir do relatório da reunião com a Secretária de Educação, no dia 31/08/2012, com o Conselho de Professores, tivemos a seguinte informação: “Houve diminuição da verba de SDP devido ao pagamento do tíquete refeição/alimentação. O benefício demanda um investimento de treze milhões de reais ao mês.”

  • Ora, o prefeito resolveu pagar em forma de vale, algo que deveria ter incluído em nosso salário. Deu apenas os minguados 5 % de reajuste salarial e resolveu, mais uma vez, distribuir nossa verba da educação, a empresários para que administrem o tal vale. Obviamente que os empresários da Sodexo assinaram um contrato milionário. Paes prefere entregar nas mãos de empresários a ter que repassar diretamente aos profissionais.
  • E agora vai retirar os minguados recursos de nossas escolas para favorecer um pouco mais estes velhos amigos?
  • A empresa VPAR (Empresa que contrata os nossos porteiros) é nada mais nada menos que a Votorantim (Votorantim Participação), a mesma envolvida no escândalo PC Farias, lembram? E agora surge com uma sigla, escondendo seu nome sujo.
  •  Quem é a sodexo e em que escândalo de corrupção já se envolveu?

Além disso, o dinheiro da educação tem servido para muitos outros favorecimentos. Dados do Tribunal de Contas do Município do Rio de Janeiro (TCM-RJ) mostram que o governo do Estado utilizou verba que deveria ter sido repassada à Secretaria Municipal de Educação para quitar dívidas de diversos órgãos, entre os quais escolas de samba do Carnaval carioca, com a Cedae (Companhia Estadual de Águas e Esgotos).

O SDP é pago três vezes ao ano no valor de R$8.000,00 e destina-se a consertos de válvulas de descarga de banheiros , de torneiras, bebedouros, de condicionadores de ar , de cadeiras e carteiras ; pequenos reparos na pintura ; troca de filtro de bebedouros e aquisição de tôner ou coisas do tipo que ajudam na conservação da unidade escolar até que venha um grande reparo. Se vier!

É claro que essa verba não é suficiente para suprir as necessidades das escolas.

Pior ficará sem ela!

Se Paes reduz verbas da escola em pleno processo eleitoral, imagina o que será se for reeleito e tiver mais 4 anos de gestão! 

Anúncios

2 comentários em “Mesmo em período eleitoral prefeitura reduz verbas das escolas

  1. O que vcs professores esperam desse ou de qualquer outro governo para beneficiar a escola, os professores, os hospitais? NADA.
    Busquem seus direitos na justiça se isso resolve alguma coisa também.
    Está difícil a cultura ir para frente quando governos como esse e tantos outros que passaram e meteram a MÃO e ficou por isso mensmo.
    Lutem.
    Paulo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s